A CÂMARA MUNICIPAL DE TRÊS PASSOS DISPONIBILIZA EM SEU PORTAL A FERRAMENTA VLIBRAS PARA TRADUÇÃO DOS TEXTOS NA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS

por Cris Bertaluci publicado 19/08/2019 12h20, última modificação 19/08/2019 17h53
Desde a última sexta-feira (16), a Câmara Municipal de Três Passos disponibiliza em seu portal a ferramenta Vlibras para tradução dos textos na Língua Brasileira de Sinais. Com isso, o cidadão surdo poderá acompanhar todas as informações do legislativo, bem como a história do parlamento e as atividades dos vereadores de Três Passos. Os surdos enfrentam bastante dificuldade para ler, escrever e se comunicar na língua oral do seu país. Dessa forma, para tentar reduzir esses problemas, o objetivo da ferramenta computacional de código aberto, denominada VLibras-Desktop, consiste em traduzir conteúdos do Português para Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Desde a última sexta-feira (16), a Câmara Municipal de Três Passos disponibiliza em seu portal a ferramenta Vlibras para tradução dos textos na Língua Brasileira de Sinais. Com isso, o cidadão surdo poderá acompanhar todas as informações do legislativo, bem como a história do parlamento e as atividades dos vereadores de Três Passos.

Os surdos enfrentam bastante dificuldade para ler, escrever e se comunicar na língua oral do seu país. Dessa forma, para tentar reduzir esses problemas, o objetivo da ferramenta computacional de código aberto, denominada VLibras-Desktop, consiste em traduzir conteúdos do Português para Língua Brasileira de Sinais (Libras).

É possível utilizar deste recurso, baixando o programa , que fica localizado no canto superior direito do site 

 

Para o presidente Vinicius Araújo, a disponibilização deste recurso, representa um passo fundamental para garantir o acesso das pessoas com deficiência auditiva à comunicação e as informações, cada vez com mais transparência, realizadas pela Câmara Municipal de Três Passos. 

Em 1993, Mary Pat Radabaugh, uma das diretoras da IBM, constatou: “Para a maioria das pessoas, a tecnologia torna as coisas mais fáceis; para as pessoas com deficiência, a tecnologia torna as coisas possíveis”. 

Vlibras

Há alguns anos, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o Departamento de Governo Eletrônico do Ministério do Planejamento vêm trabalhando, por meio de Acordo de Cooperação Técnica, em um projeto denominado Suíte VLibras, conjunto de ferramentas de tradução automática de conteúdos digitais para Libras que ampliará o acesso de pessoas com deficiência auditiva às informações disponíveis por meio de recursos computacionais (internet, e-mail, documentos diversos, aplicativos, livros digitais etc.). 

No VLibras, os sinais (movimentos) realizados por intérpretes humanos são captados em vídeo e digitalizados para criar um dicionário de sinais interpretados por meio de um avatar tridimensional (figura virtual semelhante fisicamente a um ser humano), com as seguintes vantagens em relação a ferramentas similares comercializadas no Brasil: por ser um aplicativo de código aberto e livre distribuição, o VLibras permitirá que o usuário instale gratuitamente a ferramenta em seu computador pessoal ou smartphone  e, assim, possa obter informações traduzidas, também gratuitamente, a partir de qualquer site/aplicativo e de qualquer conteúdo à sua escolha, ou seja, o próprio usuário decide o que deseja traduzir, sem depender da vontade das instituições de lhe oferecerem as informações nesse formato. 

O projeto não tem fins lucrativos e prevê um modelo gratuito, livre e colaborativo no estilo da Wikipedia e do Google Tradutor, onde intérpretes de Libras e pessoas surdas poderão participar ativamente do processo de construção do dicionário, enviando sugestões e críticas para melhorar a qualidade da tradução automática.