JUBILEU DE OURO DA APAE FOI DESTAQUE DA TRIBUNA POPULAR DA CÂMARA

por Cris Bertaluci publicado 01/10/2019 13h50, última modificação 01/10/2019 16h15
Na sessão ordinária realizada ontem, 30 de setembro, sob a presidência do vereador Vinicius Araujo, o Jubileu de Ouro (50 anos) da APAE de Três Passos foi o destaque da noite, no espaço da Tribuna Popular.

Na sessão ordinária realizada ontem, 30 de setembro, sob a presidência do vereador Vinicius Araujo, o Jubileu de Ouro (50 anos) da APAE de Três Passos foi  o destaque da noite, no espaço da Tribuna Popular.

Carine Gartner, diretora da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, destacou que em Três Passos a instituição  foi criada por um grupo de pessoas que sentindo a necessidade de uma escola especial para atender e acolher pessoas com deficiências,  no dia 24 de setembro de 1969 inauguraram a APAE sob a direção do então presidente, Sérgio Barra.

Atualmente a APAE presta serviço para um grupo de 121 alunos, atendidos por um grupo de 26 profissionais. No Rio do Sul existem 205 APAEs sendo mais de 15 mil atendimentos.

A entidade atende quatro município da região, Três Passos, Tiradentes do Sul, Esperança e Bom Progresso e atua em três áreas importantes:  a Escola de Educação Especial São Francisco, o Ambulatório do Sus e  o CAEE – Centro de Atendimento Educacional Especializado São Francisco de Assis.

Carine destacou que além dos Termos de Fomento com os municípios, a instituição possui o convênio com o Estado do Rio Grande do Sul.

Mari de Campos, coordenadora pedagógica da Escola de Educação Especial São Francisco de Assis, destacou que a instituição nasceu de uma visão assistencialista e com as mudanças paradigmas, e escola teve que criar uma nova proposta. Hoje, a Escola, tem como meta um compromisso social com seus alunos com uma organização curricular tal qual a escola regular, porém com tempo diferenciado para a adaptação, conforme a particularidade de cada aluno.

Destacou que todas as atividades da Escola, desde o ano passado, estavam voltadas ao Jubileu de Ouro, onde as turmas fizeram um planejamento, e estabeleceram metas a serem desenvolvidas. A Escola optou por fazer um plano temático, resgatar a história dos 50 anos da APAE, proporcionando aos educandos o reconhecimento do seu papel como sujeito dessa história.

Com o desenvolvimento deste trabalho, surgem números artísticos, como teatro, folclore, músicas, e outras modalidades de arte. E com o surgimento destes eventos, os alunos participam do “Festival nossa Arte”, destacando que um trabalho já está classificado para a fase nacional que acontece em novembro em Manaus.

A professora Lorivete Preuss, falou sobre o desafio da Construção da 3ª Edição da Revista Legal, desenvolvida pelos alunos integrantes do EJA (19 a 40 anos).

Com o tema “Eu, minhas aprendizagens numa escola que vale ouro”, o desafio foi a busca de patrocínio com as empresas, o trabalho voluntario de um aluno de jornalismo, revisores de texto, e reunir os trabalhos que seriam desenvolvidos na revista, abordando cada área de atendimento na APAE. A revista teve seu lançamento no dia do 29 de setembro, em comemoração ao Jubileu de Ouro.

Diana da Rosa, auxiliar administrativa, falou sobre o projeto Tampinha Legal lançado em 2016 e é considerado o maior programa socioambiental de caráter educacional e de iniciativa da indústria de transformação do plástico na América Latina, o projeto Tampinha Legal, visa fomentar e incentivar a coleta de tampas de plástico revertendo os recursos de sua venda para entidades assistenciais, neste caso a APAE.

Diana explicou que existem pontos de coleta pelo comercio de Três Passos, bem como entidades que se disponibilizam em ajudar na campanha. Podem ser coletadas todas as tampinhas de plástico, como, por exemplo, de garrafa, de pasta de dente, de produtos de limpeza, de leite, de suco. Após os coletores estarem completos com tampinhas, estes retornam para a APAE, onde existe o trabalho pedagógico realizado com os alunos, na separação deste material.

Os recursos advindos deste projeto, podem ser aplicados em qualquer área da entidade.

Além do projeto Tampinha Legal e entidade continua com o projeto  sócio contribuinte, a campanha dos lacres de latinhas e nota fiscal gaúcha.  Maiores dúvida é só entrar em contato com a APAE de Três Passos pelo telefone: 3522-1717.

O presidente da Câmara, Vinicius Araújo, entregou para a entidade um certificado de Voto de Louvor, como reconhecimento do Poder Legislativo, pela brilhante atuação da APAE em nosso município, a qual completou 50 anos de fundação no último dia 24 de setembro, com um trabalho extremamente profissional, de muita qualidade, esforço coletivo e com variadas conquistas positivas ao longo de toda esta caminhada. Que esta trajetória de sucesso prossiga nas próximas décadas, honrando o nosso município.

 

Deram entrada na Câmara e serão foram lidos os seguintes projetos de lei:


PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 9/19
, em substituição ao projeto de lei nº 77/19, já que a matéria deve ser objeto de lei complementar, porque altera o Código Municipal de Posturas.
A alteração é no sentido de incluir a previsão de multa no valor de R$ 142,50 (30 URM’s) ao proprietário de terreno, edificado ou não, que não dotar o seu imóvel de passeio e muro, bem como de ajardinamento das áreas em que houver exigência.

PROJETO DE LEI Nº 81/19 – Dispõe sobre a cobrança de contribuição de melhoria das obras de reperfilamento asfáltico em CBUQ de trechos das Ruas Ipiranga, José Joaquim da Rocha, João Soares Lisboa, Fernando Wassen e Maria Quitéria; bem como de trechos da Av. Perimetral e da Travessa Leopoldina.

Projetos Aprovados por unanimidade:

PROJETO DE LEI Nº 75/19 – Autoriza a contratação emergencial de um psicólogo para atuar junto ao CAPS e ao NASF, com carga horária semanal de 40 horas e vencimento mensal Padrão 10.
A contratação emergencial se faz necessária, porque a profissional que atua no CAPS encontra-se em licença saúde, e a profissional que atua no NASF encontra-se em licença para acompanhamento de tratamento de saúde 20 horas.

PROJETO DE LEI Nº 78/19 – Autoriza a contratação emergencial de três profissionais auxiliares de farmácia, com carga horária semanal de 30 horas e vencimento mensal Padrão 3. Tais contratações se fazem necessárias para preencher vagas junto à dispensação de medicamentos na Farmácia Básica e na dispensação da Farmácia de Medicamentos Especiais do Estado.

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 6/19 – Altera a Tabela IX do Código Tributário Municipal – Lei Complementar Municipal nº 1, de1991. Com a alteração, as nomenclaturas dos itens 1.5 e 1.6 da tabela referente às taxas de serviços passarão de “residencial baldio” e “comercial baldio” para “baldio-alternada” e “baldio-diária”, para
padronizar conforme sistema de informática da Secretaria Municipal de Finanças.

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 7/19 – Revoga o art. 53 do Código Tributário Municipal – Lei Complementar Municipal nº 1, de 1991, o qual previa a majoração na alíquota do IPTU no caso de o imóvel não possuir passeio, muro ou cerca.
A revogação se dá em função de que o referido artigo foi declarado
inconstitucional pelo Tribunal de Justiça do Estado.

 

Acesse os projetos na íntegra AQUI

 

Por ser a última sessão do mês, não houve o espaço do Grande Expediente.

 

INDICAÇÃO

Sugerindo ao Prefeito Municipal, a curto prazo, a disponibilização do espaço de parte da Avenida Santos Dumont aos domingos, pela manhã e início da tarde, fechando os acessos aos carros, para que crianças e adolescentes possam andar de skate, patins ou acessórios semelhantes; a médio prazo, o estudo da possibilidade da construção de uma pista de skate e uma pista de patins no Parque da FEICAP, tendo então, em definitivo, um espaço adequado e seguro para a prática de tais esportes.



Foram encaminhados ofícios à Presidência da República, Câmara dos Deputados e Senado Federal, contendo moção de repúdio contra a proposta do Governo Federal de privatização da Empresa dos Correios e Telégrafos.

 

Acesse o facebook da Câmara e assista toda a explanação da APAE: